O que é para mim a Mindfulness?

Talvez comece por dizer o que para mim não é a mindfulness. Não é um sacrossanto remédio para todos os males da humanidade; não é uma psicoterapia; não é uma qualquer abordagem mística; não é um “anti-stress”. Ainda assim, a consciência plena pode ter uma panóplia de “efeitos secundários” que ajudam a suavizar os males de que sofrem as sociedades modernas.  

A Mindfulness resume-se à capacidade de estar presente, de uma forma bem corporizada, à amplitude total da vida que decorre a cada instante. É  a consciência plena do instante, sentido em todas as dimensões que este corpo físico que nos transporta pode alcançar. 

Para temos a dimensão do que isto pode ser basta parar 1 minuto para sentir a planta dos pés assentes no chão agora mesmo: que tipo de superfície pisamos? Qual a textura do calçado que envergamos? Estamos descalços?  

Qualquer experiência pode ser vivida de uma forma mais consciente dando-nos uma dimensão da existência muito mais ampla do que aquela que automaticamente lhe atribuímos. 

Prestando mais e melhor atenção ao desenrolar das atitudes e da forma como o corpo materializa cada acto, cada gesto, podemos gradualmente criar uma consciência mais viva do “momento presente”, de cada instante que constrói o quotidiano, no fundo da vida que “passa tão rápido que nem damos por ela” como se costuma dizer. 

Os pilares essenciais da Mindfulness são, o contacto – estabelecer um contacto atento à experiência vivida a cada instante, a curiosidade – desenvolver uma atenção curiosa face à experiência, o seu fluxo, as nuances, a benevolência – o carinho e a atenção bondosa com que atendemos a todo este processo.

Como começar - dicas práticas

1. Atenção à respiração

Sentar 5 minutos todos os dias dando atenção ao corpo e à respiração. Escolher o momento do dia mais apropriado criando uma rotina, o que ajuda a estabelecer a prática.

2. Pausas diárias

Tirar um minuto a qualquer momento ao longo do dia apenas para fazer uma ou duas inspirações profundas e conscientes

3. Atenção a sons

Atender todas as manhãs à vida que se inicia: ouvir os sons da casa, do prédio, do jardim ou da rua com atenção sem dar nomes sem necessitar de identificar e isto tudo antes sequer de ligar o telemóvel.

4. Atenção nas rotinas

Dar atenção aos gestos quotidianos: tomar banho; escovar o cabelo; lavar os dentes; beber o primeiro café - temperatura, gosto, espuma, densidade.

5. Caminhar consciente

Sentir os pés no chão a caminhar ou simplesmente ao longo do dia nos diversos momentos.

6. Meditação na condução

Dar atenção à condução – as sensações das mãos pousadas no volante; as sensações de cada vez que se acelera o carro; as diferentes tonalidades da luz que entra pelos vidros do carro; o brilho ou a opacidade das cores dos semáforos.

7. Criar alertas para pausas

Colocar um alerta no computador ou no telefone para voltar à presença de hora a hora – parar e sentir a respiração (pode ser numa ida à casa de banho se não for fácil fazer isto em público).

8. Mudar de hábitos

Não almoçar no mesmo sítio todos os dias ou pelo menos mudar de posição à mesa de vez em quando (muda a prespectiva com que vemos as coisas).

9. Experimentar novos trajetos

Se e quando nos deslocamos a pé, alterar os trajectos e mudar de pastelaria ou café de vez em quando.

Onde ir buscar informação e saber mais?

Jorge Nunes • Livros Mindfulness • Website Mindfulness
  • Ne te quitte pas, de Martin Aylward 

https://www.bertrand.pt/livro/ne-te-quitte-pas-aylward-martin/22969457 

  • The mindfulness solution, de Ronald Siegel 

https://www.wook.pt/ebook/the-mindfulness-solution-ronald-d-siegel/16402994 

  • Mindfulness – atenção plena, de Mark Williams 

https://www.bertrand.pt/livro/mindfulness-mark-williams/16180748 

  • Respire! Você Está Vivo!, de Thich Nhat Hanh 

https://www.bertrand.pt/livro/respire-voce-esta-vivo-thich-nhat-hanh/204632 

  • Para onde quer que vás, aí estarás, de Kabat-Zin 

https://www.bertrand.pt/livro/para-onde-quer-que-vas-ai-estaras-jon-kabat-zinn/21825409 

  • Lâcher prise sans laisser tomber: Le pouvoir de la pleine conscience, de Coco Brac 

https://www.amazon.com/L%C3%A2cher-prise-sans-laisser-tomber/dp/221368698X 

  • The mindful path to self-compassion, de Chris Germer 

https://www.bertrand.pt/l

Lista “Para aprofundar o tema” em português/Portugal: 
  • After buddhism, de Stephen Batchelor 

https://www.bertrand.pt/livro/after-buddhism-stephen-batchelor/18828846 

  • The heart of buddhist meditation, de Nyanaponika Thera 

https://www.amazon.com/Heart-Buddhist-Meditation-Buddhas-Mindfulness/dp/1578635586 

 

Para quem se interessar, visitar uma comunidade budista para um pequeno retiro (curta duração numa primeira abordagem – 2,3 dias) pode ser de grande utilidade. Não só pela imersão no ambiente da prática formal por excelência, mas igualmente pelo espírito de comunidade que se cultiva. Por ex.: https://sumedharama.pt/inicio/ ou https://uniaobudista.pt  

Existem alguns aplicativos que podem ajudar a estabelecer uma rotina meditativa: Mind App; Insight Timer; Headspace. Para acompanhar ensinamentos online recomnedo o www.worldwideinsight.org. 

Se gostavas de aprofundar os teus conhecimentos e práticas, podes ver:  https://centerformsc.orghttps://www.breathworks-mindfulness.org.ukhttps://www.mindfulnesstraininginstitute.com 

Jorge Nunes • Livros Mindfulness • Website Mindfulness

Vamos falar

O meu propósito, em tudo o que faço, é escutar-te e dar-te uma outra visão de como podes viver o teu dia-a-dia. Esta é a minha forma de dar e receber. Estou disponível para receber o teu contacto quer por e-mail, quer por telefone. Até breve!

  +351 966 169 650

      info@jorge-nunes.com